O Crânio e o Corvo (Leonel Caldela) e o poder dos personagens na narrativa.

O Crânio e o Corvo acompanha uma guerra de aço e magia contra a Tormenta, a tempestade de sangue que enlouquece, corrompe e destrói. Para deter a invasão aberrante, será necessário unir todo o Reinado. Mas intriga e traição infestam os reinos, enquanto muitos trocam sua própria humanidade pelo poder macabro oferecido pelos invasores.

Quando eu terminei de ler “O Inimigo do Mundo” há muitos anos atrás, eu achei que nada que fosse vir depois seria tão bom quanto o que eu acabara de ler. Eu era uma leitora acostumada a ler apenas clássicos e romances policiais e esse livro foi minha iniciação em literatura fantástica mais contemporânea.

Anos depois, eu agora uma leitora um pouco mais experiente, me deparo com “O Crânio e o Corvo”, continuação de “Inimigo do Mundo” e me encanto novamente.

Leonel Caldela consegue com poucas páginas te introduzir a um universo complexo, com regras, conflitos e acontecimentos importantes sem que isso seja maçante ou sobrecarregue o leitor. Mesmo que essa obra seja a sua primeira introdução ao universo de Tormenta, em nenhum momento você ficará perdido ou com dificuldade de conectar-se com personagens do livro anterior.

A forma como o autor decide estabelecer a narrativa também é um ponto muito positivo: Essa obra continua a introduzir um cenário de RPG e é possível perceber isso na narrativa. Se você alguma vez já jogou um RPG de mesa, é delicioso ter a sensação de que uma campanha está se desenrolado bem diante dos seus olhos. Conseguimos ver as missões, as personagens se conhecendo e criando laços e principalmente as loucuras e brincadeiras que acontecem nas melhores mesas, refletidas em forma de narrativa.

Imagem da Capa do Guia da Trilogia – Créditos: Erica Awano e Rod Reis

Porém, acho que o ponto mais alto na obra é a força dos personagens. Leonel consegue criar personagens multidimensionais e verossímeis. Eles tem comportamentos mundanos o que os torna humanos e possibilita uma identificação e apego quase que imediato.

Vanessa é uma Clériga do Deus da Guerra, e tudo em seu comportamento e descrição denota isso antes que precise ser dito explicitamente. Orion é um personagem extremamente honrado, mas com um senso de dever dúbio e é tão bem construído que você consegue prever as reações dele a acontecimentos, te deixando com uma expectativa aflita para quando ele vai presenciá-los. Ingram e Nash fazem uma dupla improvável, e o contraste entre os dois faz com que a amizade deles seja a coisa mais fofa do universo. Quanto a Trebane, foi amor a primeira vista: O centauro clérigo de Allihanna (a deusa da natureza) sem paciência para as tolices humanas tem um temperamento difícil e um coração de ouro.

Isso só mencionando alguns dos personagens novos, pois ainda temos uma visão distinta de personagens que já havíamos conhecido em “O Inimigo do Mundo”. Onde podemos ver uma outra face deles, se alegrar ou entrar em desespero com os seus destinos.

E isso funciona muito bem com o estilo de narrativa do Leonel, pois quem já conhece o escritor, sabe que ele não tem pena de matar os personagens e fazer grandes reviravoltas, logo você passa o livro inteiro temendo pelos personagens, sabendo que nenhum deles está seguro e que você pode perdê-los a qualquer momento. Conseguir provocar esse sentimento em uma narrativa de guerra como é “O Crânio e o Corvo” é essencial e adiciona uma camada extra a história.

Para completar, temos a representação do mundo e também de regras, talentos, especializações e tendencias características de Tormenta RPG. Para quem já conhece o RPG e delicioso ver a dinâmica tão conhecida de mesas de aventuras tão bem representada de forma narrativa. Um livro mais do que necessário para amantes de RPG e fantasia, lembrando que tanto Tormenta quanto Leonel são brasileiros. (Vai Brasil!).

Quem quiser conferir a obra pode encontrá-la na loja da Jambô editora e também na Amazon, mas recomendo comprar pela Jambô por ser uma editora brasileira e focada nesse tipo de material.

Também está pra sair a nova edição de Tormenta RPG, o Tormenta 20 que você pode conferir mais detalhes aqui.

Últimas Postagens

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s